Quarta-feira, 3 de Maio de 2006

"Dois países num só"

Comentário a uma artigo de Pedro Rolo Duarte publicado no" Diário de Notícias" de 3 de Maio.

Prezado Senhor:
É sempre com interesse que leio as suas crónicas ou comentários, quando tenho oportunidade de o fazer,
Não me tenho pronunciado sobre eles, mas desta vez não posso deixar de o fazer.
Diz o senhor referindo-se a um debate entre Sócrates e Francisco Louçã, .."Eu ouvi o debate e concordo com José Sócrates: a circunstância de os bancos serem lucrativos e e eficazes na forma como rentabilizam os seus activos não pode ser crucificada, como se fosse um crime cuja pena é traduzida em taxas e impostos para cobrir as deficiências do sector público. Por pouco Louçã não defendia que é melhor não ser profissional em Portugal ,sob pena de ser tributado pela competência".
Pois é... tudo estaria bem..se os bancos jogassem com as mesmas
armas de, por exemplo, os pequenos empresários.
Será que estes têm taxas preferenciais de impostos? E os bancos não têm?
Será que esses pequenos empresários acedem aos off-shores como os bancos?
Será que os pequenos comerciantes podem combinar entre  si levar taxas aos clientes por tudo e por nada e de forma quase idêntica em todos eles, como os bancos fazem( a-propósito será isso legal?), tornando a escolha entre eles o mesmo que entre Dupont e Dupond?
 
Não se trata de pôr os bancos a pagara crise..mas sim de os obrigar a jogar com as mesmas regras de todas as outras entidades. E estará o governo interessado nisso?
Será que os tais lucros de 377.8 milhões de euros em3bancos( 438 em quatro) aparece apenas ou até fundamentalmente por bom profissionalismo.?
O senhor Rolo Duarte não é ingénuo...
Não vou usar nenhum ditado " politicamenteincorrecto".
Apenas uma lei da física:" Na natureza nada se perde nada se cria.tudo se transforma".
Pois é..  e um outro " Quem se ...é o mexilhão"
O senhor reconhece que as palavras de " certa esquerda" como lhe chama ,não são diferentes do que se ouve na rua.
Ainda bem. Sinal de que essa certa esquerda sabe interpretar o sentimento do povo .
Mais haveria para dizer.Valerá a pena?
Vou publicar este breve comentário no meu blogue
 
e aos amigos que tenho e presumo tenham lido a sua crónica.
Subscrevo-me com consideração,
Nuno Manuel
 
 
 
     

sinto-me:
publicado por nuno1 às 21:12
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Bofetada

. A-pesar de tudo há motivo...

. E porque não?

. No país do oportunismo

. Assim vai o Diário de Not...

. Um exemplo

. É só promessas...

. E assim vai Portugal

. Andam animais à solta

. Perdoai-lhes..que não sab...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds