Sábado, 12 de Novembro de 2005

Opinião- Eleições- P.R.

Alguns comentadores( curiosamente ,parte deles da área de direita no espectro político) dizem que o facto de haver quatro candidatos daárea de centro e esquerda e apenas um de direita, prejudica a possibilidadede eleição dum desses quatro candidatos.
Parece-me que será exactamente o contrário.
As pessoas que por exemplo sejam do P.C.P. ou do Bloco, votarão muito mais fácilmente num candidato dos seus partidos no que num duma área mais centrista. E o mesmo se passa com os que apoiam a candidatura oficial do P.S. ou com os que apoiam a candidatura independente.
Claro que me refiro à primeira volta, pois na segunda haverá a possibilidade de concentrar o voto naquele que tenhaconseguido ter mais votos que os outros três.
Claro que a decisão de iraté às urnas será dos candidatos face aos factos concretos, na altura devida. Mas todos podemos dar a nossa opinião. Gostava de conhecer o que pensam aqueles que possam ler este blog.
Obrigado.
publicado por nuno1 às 00:18
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

santo carunchoso

santo.jpg
publicado por nuno1 às 21:56
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Novembro de 2005

...

Do blog "O Jumento"





O MEU MANIFESTO ANTI-CAVACO


Bastariam os tiques autoritários de Cavaco Silva ou aquela postura de salvador da Pátria para eu rejeitá-lo, o contacto com a história deste país levou a que tivesse alergia a este tipo de personagens. Mas há mais razões, muitas mais razões para rejeitar Cavaco Silva e ainda muitas mais para detestar o cavaquismo.



Cavaco o ministro das finanças competente que encaixa no imaginário ruralista da direita portuguesa? Mas não foi um Cavaco que quando foi ministro das finanças que revalorizou o escudo com objectivos eleitorais, obrigando o país a ir mais uma vez mendigar para a porta do FMI?

Cavaco o presidente que velaria pelo bom desempenho do governo? Mas não foi Cavaco que teve ministros com uma Manuela Ferreira Leite na Educação, Braga de Macedo (o do oásis) nas Finanças, o Borrego das anedotas de mau gosto no Ambiente, e muitos outros que só o tempo levou a que já não façam parte do anedotário?

Cavaco o homem que vela pelos interesses da Nação? Mas não foi Cavaco que governou em função das sondagens eleitorais, que inventou as corridas às inaugurações e os aumentos das pensões no fim dos mandatos?

Cavaco o candidato não partidário? Mas não foi com Cavaco que todos os que eram nomeados para cargos dirigentes na administração Pública era "convidados" a inscreverem-se no PSD, para depois participarem em mega-cerimónias de boas-vindas ao partido?

Cavaco está preocupado com a situação difícil do país? Mas quando abandono(u) o governo não deixou as finanças públicas num estado bem pior do que o actual, muito devido à nomeação do pior director-geral que passou pela DGCI? Mas a crise profunda que o país atravessa não resulta do seu modelo económico?

Cavaco quer ajudar o país? Mas não teve uma excelente oportunidade de o fazer apostando no ensino ou outros sectores como a investigação em vez de estoirar os fundos comunitários em cimento, alcatrão e automóveis de luxo para os que enriqueceram à sombra do seu poder?

Cavaco o homem honesto? Mas não foi com Cavaco que gente que nunca foi nada na vida se transformou rapidamente em banqueiros? Não foi com o cavaquismo que a corrupção, fuga ao fisco e o enriquecimento rápido se tornaram fenómenos asfixiantes do desenvolvimento do país?

Cavaco o respeitador da democracia e da Constituição? Mas não era ele que designava todas as instituições por forças de bloqueio? Desde a Presidência da República ao Tribunal de Contas não eram todas forças de bloqueio?

Cavaco o estadista com conhecimento internacional? Mas alguém, além de Durão Barroso, o conhece depois de passar a IP5? Que se saiba na Europa só deverá ter uma leve ideia do ex-primeiro-ministro português a pensionista Margareth Tatcher

Cavaco o candidato por imperativo de consciência? Também foi por imperativo de consciência que ajudou à derrota eleitoral de Fernando Nogueira e que derrubou o governo de Santana Lopes, para que não houvessem empecilhos no caminho da sua ambição presidencial?



Cavaco? Quem não o conhece que o compre...








publicado por nuno1 às 19:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Novembro de 2005

Presidenciais

QUATRO E UM

É já um lugar comum o afirmar-se que as próximas eleições presidenciais serão disputadas por um candidato apoiado pela direita e extrema- direita e por quatro que dividem entre si o espaço que vai do centro à extrema -esquerda.
Mas, sejamos mais explícitos.
Cavaco Silva apresentou-se como independente de partidos. Os rápidos apoios de P.S.D. e P.P. bem como o de gradas figuras da Banca, aliado ao seu passado (que os portugueses mais velhos bem conhecem) depressa tirou todas as dúvidas.
É o chamado “ gato escondido com rabo de fora”.
Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã, são dois candidatos bem intencionados, dispostos a debater causas, ,mas cuja ambição não irá muito além de conseguir os melhores resultados que se reflictam na imagem dos partidos que representam e a que pertencem.
Mário Soares é o candidato da direcção do P.S. As contradições em que ultimamente se envolveu( por exemplo quando jurou não ser candidato a candidato ,para depois fazer o contrário) , os anti-corpos que criou numa parte do eleitorado, a sua própria idade, são factores que entre outros não favorecem a sua candidatura.
Manuel Alegre reafirma a sua posição de socialista, mas apresenta-se sem o apoio de qualquer partido .É um político experiente, muito corajoso e que não foge às suas responsabilidades( se mais não fosse a posição de se candidatar sem os referidos apoios prová-lo-ia) , um intelectual de prestígio, uma pessoa que nunca traiu os amigos...
Afirma e certamente cumprirá, que se for eleito, cumprirá a Constituição nos seus actuais limites.
Entre os seus apoiantes contam-se pessoas de vários partidos, mas sobretudo cidadãos sem filiação partidária, que acreditam firmemente numa mobilização criativa da sociedade civil em prol dum objectivo comum.
Quem nele votar não terá nunca de engolir um “sapo”...
Creio firmemente que esta eleição é a grande oportunidade que nos é oferecida, de pensando pela nossa cabeça, contribuirmos para um Portugal melhor.

publicado por nuno1 às 22:12
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Bofetada

. A-pesar de tudo há motivo...

. E porque não?

. No país do oportunismo

. Assim vai o Diário de Not...

. Um exemplo

. É só promessas...

. E assim vai Portugal

. Andam animais à solta

. Perdoai-lhes..que não sab...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds