Domingo, 30 de Abril de 2006

País..país

Leiam este texto escrito por um professor de filosofia que escreve

semanalmente para o jornal O Torrejano. Está fantástico.

 

 

O atestado médico

José Ricardo Costa

 

Imagine o meu caro que é professor, que é dia de exame do 12º ano e vai ter de fazer uma vigilância. Continue a imaginar. O despertador avariou durante a noite. Ou fica preso no elevador. Ou o seu filho, já à porta do infantário, vomitou o quente, pastoso, húmido e fétido pequeno-almoço em cima da sua imaculada camisa. Teve, portanto, de faltar à vigilância.

 

Tem falta. Ora esta coisa de um professor ficar com faltas injustificadas é complicada, por isso convém justificá-la. A questão agora é: como justificá-la? Passemos então à parte divertida. A única justificação para o facto de ficar preso no elevador, do despertador avariar ou de não poder ir para uma sala do exame com a camisa vomitada, ababalhada e malcheirosa, é um atestado médico. Qualquer pessoa com um

pouco de bom senso percebe que quem precisa aqui do atestado médico será o despertador ou o elevador. Mas não. Só uma doença poderá justificar a sua ausência na sala do exame. Vai ao médico. E, a partir deste momento, a stuação deixa de ser divertida para passar a ser hilariante. Chega-se ao médico com o ar mais saudável deste mundo. Enfim, com o sorriso de Jorge Gabriel misturado com o ar rosado do Gabriel Alves e a felicidade do padre Melícias. A partir deste momento mágico, gera-se um fenómeno que só pode ser explicado através de noções básicas da  psicopatologia

da vida quotidiana. Os mesmos que explicam uma hipnose colectiva em Felgueiras, o holocausto nazi ou o sucesso da TVI. O professor sabe que não está doente. O médico sabe que ele não está doente. O presidente do executivo sabe que ele não está doente. O director regional sabe que ele não está doente. O Ministério da Educação sabe que ele não está doente.

 

O próprio legislador, que manda a um professor que fica preso no elevador apresentar um atestado médico, também sabe que o professor não está doente. Ora, num país em que isto acontece, para além do despertador que não toca, do elevador parado e da camisa vomitada, é o próprio país que está doente. Um país assim, onde a mentira é legislada, só pode mesmo ser um país doente. Vamos lá ver, a mentira em si não é

patológica. Até pode ser racional, útil e eficaz em certas ocasiões. O que já será patológico é o desejo que temos de sermos enganados ou a capacidade para fingirmos que a mentira é verdade.

 

Lá nesse aspecto somos um bom exemplo do que dizia Goebbels: uma mentira várias vezes repetida transforma-se numa verdade. Já Aristóteles percebia uma coisa muito engraçada: quando vamos ao teatro, vamos com o desejo e uma predisposição para sermos enganados. Mas isso é normal. Sabemos bem, depois de termos chorado baba e ranho a ver o "ET", que este é um boneco e que temos de poupar a baba e o ranho para outras ocasiões. O problema é que em Portugal a ficção se confundecom a realidade. Portugal é ele próprio uma produção fictícia, provavelmente mesmo desde D. Afonso Henriques, que Deus me perdoe. A começar pela política. Os nossos políticos são descaradamente mentirosos. Só que ninguém leva a mal porque já estamos habituados. Aliás, em Portugal é-se penalizado por falar verdade, mesmo que seja por boas razões, o que significa que em Portugal não há boas razões para falar verdade. Se eu, num ambiente formal, disser a uma pessoa que tem uma nódoa na camisa, ela irá levar a mal. Fica ofendida. Se eu digo isso é para a ajudar, para que possa disfarçar a nódoa e não fazer má figura. Mas ela fica zangada comigo só porque eu vi a nódoa, sabe que eu sei que tem a nódoa e porque assumi perante ela que sei que tem a nódoa e que sei que ela sabe que eu sei.

 

Nós, portugueses, adoramos viver enganados, iludidos e achamos normal que assim seja. Por exemplo, lemos revistas sociais e ficamos derretidos (não falo do cérebro, mas de um plano emocional) ao vermos casais felicíssimos e com vidas de sonho. Pronto, sabemos que aquilo é tudo mentira, que muitos deles divorciam-se ao fim de três meses e que outros vivem um alcoolismo disfarçado. Mas adoramos fingir que aquilo é tudo verdade. Somos pobres, mas vivemos como os alemães e os franceses.

 

Somos ignorantes e culturalmente miseráveis, mas somos doutores e engenheiros.

Fazemos malabarismos e contorcionismos financeiros, mas vamos passar férias a Fortaleza. Fazemos estádios caríssimos para dois ou três jogos em 15 dias, temos auto-estradas modernas e europeias, mas para ver passar, a seu lado, entulho, lixo, mato por limpar, eucaliptos, floresta queimada, barracões com chapas de zinco, casas horríveis e fábricas desactivadas. Portugal mente compulsivamente. Mente perante si próprio e mente perante o mundo. Claro que não é um professor que falta à vigilância de um exame por ficar preso no elevador que precisa de um atestado médico. É Portugal que precisa, antes que comece a vomitar sobre si próprio.

 

 

 

 

 

 



Express yourself instantly

sinto-me:
tags:
publicado por nuno1 às 19:03
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Abril de 2006

25 de Abril

Sapo.pt/manuelinus/pic/00006pkq/s170x170Fotos tiradas em Lisboa nas comemorações do 25 de Abri...uma data que jamais morrerá no coração de quem viveu a data, não obstante as traições de que tem sido vítima.
sinto-me:
publicado por nuno1 às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Abril de 2006

25 de ABRIL

Comemorou-se ontem o 25 de Abril.

Lembro-me como se fosse hoje... estava a dormir..quatro da manhã...um amigo telefonou-me..um sobressalto..a esta hora quem me poderá telefonar?

Eh pá..parece que há uma revolução...o Rádio Clube Português está a emitir música proibida e  e um comunicado dum tal " Movimento das Forças Armadas".

Agarrei-me ao rádio..claro que não dormi mais.

De manhã fui parao meu local de trabalho, um banco na localidade onde moro. Muita gente na rua..tudo excitado. No banco, as portas ainda abriram..o meu gerente( um fã do regime salazarista) com ar muito nervoso. Poucos clientes. Apareceu um, que era já conhecido como " pide"( agente da tenebrosa polícia política). Foi levantar todo o seu dinheiro...

Ao ver isso, qase pulei de alegria. Era o sinal que as coisas corriam bem. A rádio continuava a emitir em nome do MFA....comunicados agora concretos..o derrube do regime que se aproximava

Começava a não haverdúvidas.

Portas do banco fechadas, vim para a rua. Falar com amigos... trocarimpressões...a alegria vi-se em todos os rostos.

Fui para Lisboa. não resisti mais. Diziam para não se circular nas ruas, mas o povo invadia ruas, praças..ninguém continha a alegrai dum povo que sentia a liberdade a chegar..48 anos de fascismo a acabar.Poucas horas depois...a vitória estava certa... Inaugurava-se um novo sistema político...

Mais tarde a revolução havia deser atraiçoada..mas isso é outra história, que não nos pode impedir de comemorar efusivamente aqula data histórica.

E, se muitas das conquistas de Abril( direito à saúde, habitação, etc) estão longe de ser aquilo  com que se sonhou, pelo menos a LIBERDADE continua.

25 DE ABRIL SEMPRE...

 

sinto-me:
publicado por nuno1 às 16:58
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Abril de 2006

Encontro de blogs

 
 

Alvito

ENCONTRO DE BLOGS

Em Alvito, uma simpática vila alentejana, realizou-se um Encontro de Blogs.

As instalações para o dito Encontro foram cedidas pela Câmara Municipal de Alvito, numa esplêndida sala do seu Posto de Turismo.

O seu Presidente, . João Paulo Trindade recebeu os participantes com toda a simpatia e antes do começo dos trabalhos tivemos oportunidade de ver uma interessante exposição de arqueologia.

A mesa que presidiu aos trabalhos foi constituída pelo dito Presidente e pelos senhores Hugo Lança, Luís Milhano, João Espinho e pela senhora Paula Silva, os quais produziram intervenções do máximo interesse sobre o papel dos blogues na sociedade, a comparação dos mesmos com outras formas de comunicação social, o enquadramento jurídico, etc.

Seguiu-se um animado debate.

Findo este houve oportunidade para todos os intervenientes confraternizarem através dum almoço servido numa estalagem local.

No fim do mesmo a autarquia ofereceu um passeio aos principais locais do concelho, incluindoas freguesias de Alvito e Vila Nova da Baronia.

Pudemos ver várias igreja e ermidas, assistir a uma procissão, ver uma antiga mina( a que agora se chama gruta) e ainda assistir a uma audição musical por alunos do Conservatório do Baixo Alentejo.

Alvito ficou no nosso coração. Havemos de voltar..

sinto-me:
publicado por nuno1 às 23:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Abril de 2006

Gripe das aves.

O bluff queé o pânico que nos tentam causar com pretexto na chamada "gripe das aves" começa a ser denunciado...

E era bom que toda a gente percebesse.Em 9 anos, desde que se começou a falar na tal "provável" pandemia morreram no total e no conjunto do mundo menos de 100 pessoas.

Mas o único remédioque dizem ser seguro( parece que nem isso é verdade) é o Tamiflu..que é produzido por um laboratório que pertence ao senhor avid rumsfeld,secretário de Estado dos Estados Unidos e um dos " falcões"da administração Bush...

Gato escondidocom rabo defora...

sinto-me:
música: Fado triste..fado das vielas...
publicado por nuno1 às 17:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terceiro Mundo? Não...Quarto

Veio publicado na Imprensa...

Os administradores do banco Millenium/BCP ganham por ano cada um 3.480.000 euros... os do BPI 720.000 e os do BES "apenas "627.000.

O ordenado minimo em Portugal ( para aqueles que mesmo assim não estão desempregados e que são mais de meio milhão) é de 383 euros mensais.

Comentários para quê?

sinto-me:
música: Fado triste...
tags:
publicado por nuno1 às 17:03
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Abril de 2006

Para algúem

Num dia de calor como este ..a net é uma distracção..já que não se pode estar onde e com quem se desejaria.

Blog é uma foma de comunicar...pensamentos..desejos..ambições..encantos..desencantos...

Certamente que quem me lê compreende...Por agora nada mais há a dizer.

sinto-me:
publicado por nuno1 às 16:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Abril de 2006

Está tudo doido?

Agora um "ilustre"cardeal do Vaticano, directamente ligado ao Papa, lembrou-se de considerar pecado ..LER..VER TV..e sobretudo FREQUENTAR A NET...
Desculpem, como gosto disto tudo..vou arder no INFERNO...
Que mais posso dizer?
publicado por nuno1 às 17:14
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Abril de 2006

Vergonha

Sinto vergonha..mesmo vergonha de ser português..embnora não tenha nenhuma culpa de assim ter nascido.
Hoje soube-se que mais de metade dos deputados da nossa Assembléia da República resolveram " darà sola" e ir para férias antecipadas. O comum dos portugueses só tem feriado amanhã..alguns desde esta tarde..esses senhores começaram ontem e anteontem e alguns até se fizeram assinar como se estivessem presentes na reunião da assembléia, enquanto mergulhavam nas águas de qualquer praia paradisíaca.
Por outro lado os "ilustres" juízes do Supremo tribunal de Justiça resolveram declarar que os castigos corporais a crianças ( com a agravante de serem deficientes) é uma atitude perfeitamente legítima.Para fazer regressar portugal ao tempo do salazarismo mais puro e de cair no ridículo de toda a Europa civilizada, não seria possível fazer melhor.
Vergonha mesmo...
publicado por nuno1 às 19:59
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Bofetada

. A-pesar de tudo há motivo...

. E porque não?

. No país do oportunismo

. Assim vai o Diário de Not...

. Um exemplo

. É só promessas...

. E assim vai Portugal

. Andam animais à solta

. Perdoai-lhes..que não sab...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds